Honda CG 150 Titan fica mais segura

 A partir de R$ 7.680, linha 2015 da versão de topo da Honda CG traz recurso que melhora frenagens

Publicado no Portal Jornal do Carro em 27/08/2014.
Quando o assunto é motocicleta, a marca que inova e cria tendências no País é a Honda. Um bom exemplo é a CG 150 Titan com freios combinados, importante – e única – novidade para a linha 2015 do modelo feito em Manaus. Com a tecnologia, o preço parte de R$ 7.680 para a versão ESD e R$ 8.180 para a EX, que traz rodas de liga leve. Para comparação, a linha sem o recurso partia de R$ 7.450.
O sistema é simples e requer a adição de poucos componentes. Há um tubo flexível, um reservatório de fluido e um cilindro mestre extras. O objetivo é melhorar a distribuição da força de frenagem – em 66% na traseira e 43% na frente – e, consequentemente, a segurança na hora de pilotar a moto.
Toda vez que o pedal do freio de trás é acionado, o dianteiro também entra em funcionamento. Isso ocorre de forma parcial, pois só um dos três êmbolos da pinça da frente está ligado ao traseiro. Os outros são ativados pelo manete, que não aciona o sistema de trás.
Na prática, o que ocorre é que, em frenagens de emergência, a moto mantém a estabilidade e não “rabeia”. O segredo é que há equalização na maneira com que as suspensões, dianteira e traseira, são comprimidas pela força da frenagem.
Na linha 2015, a Titan mantém o conjunto bem equilibrado, com destaque para a ergonomia e o confiável – apesar de ruidoso e áspero – motor flexível, de 14,3 cv e 1,45 mkgf. O câmbio de cinco marchas tem engates curtos e precisos. O acabamento está no mesmo nível das rivais. O preço salgado é um ponto negativo.

Add Comment